“Gegê: o indiozinho que amava os animais” disponível em Mandarim Pinyin!

O 6° livro da série “Os Novos Amiguinhos” está disponível em formato Mandarim Pinyin. Confira!
novos_amiguinhos_vol6_PINYIN_capa
Clique na imagem para ler a história!

Anúncios

“Gegê, o indiozinho que amava os animais”. Conheça o 6° volume da série Os Novos Amiguinhos!

Estamos lançando o mais novo livro da série “Os Novos Amiguinhos”, “Gegê, o indiozinho que amava os animais”.
Nessa edição, Gegê, um indiozinho alegre, brincalhão e conhecido como curandeiro dos animais, sofreu um acidente que tirou o movimento de suas pernas e mudou sua vida. Com a ajuda dos amigos, perseverança e a descoberta de um novo esporte, Gegê reaprende a viver de outra maneira e descobre novas aventuras.

novos_amiguinhos_vol6_capa
Clique na imagem para ler a história!

Paí, Paí Vini-çá, 5° livro da série Os Novos Amiguinhos agora em Mandarim!

Disponibilizamos para todos o 5° livro da série Os Novos Amiguinhos, Paí, Paí Vini-çá em Mandarim. Também está disponível o livro no formato Pinyin, forma de escrita do Mandarim utilizando algarismos romanos! Confira!

Clique aqui para ler a história no formato Mandarim Tradicional

Clique aqui para ler a história no formato Mandarim Pinyin

Um pouco mais sobre os personagens da coleção

novos_amiguinhos_vol5_capaNo livro número quatro da nossa coleção – Paí, Paí Vini-çá – aprecem vários personagens e elementos que dizem respeito a edições anteriores da coleção. Dessa forma, aqui nesse espaço, faremos uma breve apresentação desses elementos para melhor compreensão do livro.
Médica Ire-çá:
Tia do Luçá e da Tiçá, ela é uma médica – curandeira – de renome que comandou uma expedição junto com sua sobrinha para cuidar das crianças da tribo Waiãpí. O tratamento foi um sucesso, todas as crianças se salvaram.  Por isso recebeu presentes – sementes e flecha – em agradecimento dos representantes dessa Tribo. Conheça, clicando aqui, a história em que essa personagem apareceu pela primeira vez.
Peabirus: 
Eram caminhos feitos por povos indígenas antes dos colonizadores. Essas trilhas ligavam diferentes tribos e orientavam os deslocamentos, chegando a ter cerca de dez mil quilômetros de extensão. Elas foram muito importantes como via de interiorização, ampliação de nossas fronteiras e implantações de vilas, povoados, cidades e descoberta de riquezas. Acesse aqui para ler o texto completo sobre esse tema e saiba como foi que ele apareceu no livro O Nascer da Lagoa Luz Azul.
Pterossauro Yuri: 
Foi concebido por meio de uma pajelança  tal como Luçá. Ao final desse ritual, houve um eclipse total do sol que deixou tudo escuro. Quando os raios solares reapareceram era possível ver um puçá com um cesto, em cima de uma árvore Pau -Brasil,  em que estava Luçá e o ovo do Pterorssauro. Um tempo depois, nasceu Yuri. Quer saber mais sobre essa aventura? Clique aqui.
Eguinha BalalaiKa: 
Imagem – Foi um presente que Tiçá recebeu  da avó da Liora –  sua melhor amiga –  no dia da festa da amizade.  Você pode conhecer essa história inteirinha acessando o livro “O Nascer da Lagoa Luz Azul.
 
Sebá e Jijó:
Os ovos desses Trigonossauros haviam sido enterrados na lama da ilha Ypaũ por um homem mau, que tinha interesse em vendê-los em outros países, mas, felizmente, foram resgatados pelo Batalhão Florestal. Acesse o livro  Pitan-Net – a Internet dos Bem-te-vis para saber mais sobre essa aventura.
 Pitan- Net :
Uma grande rede de troca de informações entre as crianças das tribos, em que os mensageiros são os bem-te-vis e as mensagens são enviadas por i-cuaba (correspondente aos e-mails). Que saber mais sobre o surgimento dessa rede de comunicação? Leia o Pitan- Net – A Internet dos Bem-Te- Vis
Resultado do jogo do Time LUZINHO contra o Time BELINHA:
Empate. Era só contar as letrinhas de cada time. Cada uma tem 07 letrinhas. O resultado foi: 7
LUZINHO – 7 pontos
BELINHA – 7 pontos